PANDEMIA CAUSA QUEDA NA OFERTA DE VAGAS DE ESTÁGIO

A oferta de vagas de estágio e aprendizagem teve queda de 39,62% na região de Campinas (SP) nos primeiros meses da quarentena contra o avanço do novo coronavírus. Um levantamento do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) feito a pedido do G1 aponta que, entre março e maio, 1.918 oportunidades foram divulgadas no ano passado e 1.158, este ano.
O período é, normalmente, de renovação de contratos e de novas adesões, segundo o órgão. Mas a pandemia mudou os planos das empresas. Muitas precisaram cancelar as novas vagas e até dispensar funcionários.
“A gente teve queda nas contratações, contratos que não foram renovados. Muitas prefeituras que não fizeram novas contratações, ou não tiveram muitas vagas. E esse momento de março a maio é de reposição de vagas, dos contratos que venceram em dezembro”, afirma Luciana Bragil Cataldi, supervisora do Ciee Regional Campinas.
A maior queda foi registrada nos estágios: 48,39%. A aprendizagem profissional teve redução de 11,59%.
As áreas que mais tiveram queda foram Pedagogia, Educação física, Engenharias e Administração. “Pedagogia, porque as escolas fecharam, e o estagiário fazia a atividade de auxiliar. Educação física a mesma coisa. Administração teve uma queda porque muitos escritórios fecharam, foram vagas que foram canceladas, porque também teve dispensa de funcionários. Acaba que o estagiário também é desligado e a vaga é cancelada”, explica Luciana.
A supervisora do Ciee ressalta que o cancelamento é temporário, e as vagas devem voltar quando o pior da pandemia de covid-19 passar.
As contratações caíram este ano devido à pandemia, média de 19% entre março e maio – estágio 26% e aprendiz 12%. “As empresas estão muito cautelosas nas contratações, a gente tem setores que estão contratando mais e outras estão aguardando o retorno. É importante ressaltar que o estudante fique atento às vagas que aproveite o período para se capacitar”, afirma Luciana Cataldi.
Fonte: portal de notícias G1