VEJA AS OPÇÕES PARA FINANCIAR OS ESTUDOS NA FACULDADE PARTICULAR

Ingressar na faculdade é um dos momentos mais importantes na vida de uma pessoa. Os conhecimentos adquiridos no ensino superior e as experiências vividas nos anos da graduação preparam o aluno para o futuro profissional e ajudam na conquista de sonhos e objetivos.

Uma forma de ter acesso aos benefícios do ensino superior é por meio de incentivos concedidos pelos governos e pelas instituições de ensino privadas. Eles ajudam o aluno financeiramente e dão as condições necessárias para que o aluno conclua o curso.

Conheça principais modalidades de incentivo ao estudo superior no Brasil.

Fies – Fundo de financiamento estudantil

O Fies é um programa do Ministério da Educação que objetiva financiar a graduação de estudantes matriculados em cursos superiores particulares. Atualmente, conta com duas modalidades: o Fies e o P-Fies. O Fies é destinado aos alunos que possuem renda familiar per capita de no máximo três salários mínimos. O financiamento é concedido para esse grupo com taxas de juros igual a zero.

Já o P-Fies é direcionado aos estudantes que possuem renda familiar per capita de no máximo cinco salários mínimos. Os recursos utilizados para o financiamento nesta modalidade são provenientes dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento e de Bancos privados participantes do programa. A taxa de juros dessa modalidade será definida de acordo com o banco que conceder o crédito.

O início do pagamento do saldo devedor será após o primeiro mês da formatura do aluno, caso haja renda comprovada. Se o aluno estiver desempregado o pagamento será o equivalente ao valor mínimo estipulado pelo comitê gestor do Fies.

O estudante com renda de até três salários mínimos pode se inscrever no processo seletivo das duas modalidades. O aluno que tiver renda entre três e cinco salários mínimos pode participar exclusivamente do P-fies. Em ambos os casos, é preciso ter feito o Enem a partir da edição de 2010, ter obtido no mínimo 450 pontos na prova e não ter zerado a redação.

A classificação dos candidatos é feita em ordem decrescente de acordo com o desempenho do candidato no Enem.

O financiamento mínimo do Fies é de 50% do curso. As inscrições podem ser feitas no Sistema Informatizado do Fies.

ProUni – Programa universidade para todos

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas integrais e parciais (50% da mensalidade) para que alunos de primeira graduação possam estudar em um instituição de ensino superior. Para participar do programa é preciso cumprir alguns requisitos.

As bolsas integrais são concedidas a estudantes com renda familiar bruta mensal de no máximo um salário mínimo e meio, por pessoa. As parciais – 50% da mensalidade – são concedidas aos estudantes com renda familiar de até três salários mínimos, por pessoa.

Se o aluno contemplado com a bolsa parcial não puder arcar com os custos restantes da mensalidade, ele pode participar do processo seletivo do FIES. Lembre-se de conferir nos sites dos programas se a faculdade que você pretende cursar faz parte das iniciativas do governo.

Para se inscrever no processo seletivo é preciso ter participado da última edição do Enem, ter obtido no mínimo 450 pontos na prova e não ter zerado a redação. A inscrição é gratuita e feita no site do programa.

Uniedu – Programa de Bolsas Universitárias do Estado de Santa Catarina

O Programa de Bolsas Universitárias do Estado de Santa Catarina é oferecido pela Secretaria de Estado da Educação (SED). Os recursos são previstos na Constituição Estadual e buscam atender e auxiliar os alunos da educação superior.

A SED lança semestralmente editais para concorrer às bolsas em sistemas próprios de cadastro. Antes de decidir participar do processo seletivo, é importante verificar quais instituições podem oferecer bolsas pelo Uniedu. Se a instituição escolhida faz parte do programa, basta se cadastrar no site.

O processo de seleção é feito por cada Instituição de Ensino Superior. É constituída uma equipe técnica com a participação de pelo menos um assistente social. Para entender tudo sobre o programa, acesse o guia de orientação de bolsas.

Bolsas Próprias

Além dos programas citados acima, cada instituição de ensino pode definir políticas exclusivas para a concessão de bolsas. Por isso, não deixe de acessar o site da AMPESC e conferir todas as instituições associadas para encontrar a faculdade mais adequada às suas necessidades.